História

1971-1973
  • A Escola Preparatória de Lourel nasceu em 16 de Outubro de 1971 como secção da Escola Preparatória D. Fernando II tendo-se tornado independente em 1973. Desde a abertura o número de alunos que por ela passou poucas vezes correspondeu à população da área abrangida pela escola. Na verdade foi “albergando” os alunos excedentários das zonas de Algueirão-Mem-Martins e Mercês-Rio de Mouro.
  • Ao longo dos anos, a população escolar foi flutuando ao sabor da abertura de novos estabelecimentos de ensino como a Escola de Montelavar, a de Albarraque e outras que surgiram nas zonas mais densamente povoadas do concelho e, mais recentemente a da Terrugem.
  • A escola, criada para ser “preparatória” (5º e 6º anos na atualidade), foi acabando por se tornar, devido aos alunos que foi recebendo de várias zonas e níveis de ensino, uma escola polivalente tendo mesmo chegado a ter ensino secundário e nocturno.
1989-1991
  • A partir do ano lectivo de 1989/90 a escola mudou, finalmente, para novas instalações, após vários anos em que se foi enfrentando a deterioração dos velhos pavilhões de que dispunha. Alargado o espaço físico, verificou-se um acréscimo de alunos de cerca de 20%.
  • Em 1990/91 assumiu definitivamente como seu patrono D. Carlos I.
1997-1998
  • A partir de 1997/98 a escola passou a contar, na sua oferta educativa, com cursos de educação e formação nas áreas da segurança, assistência e apoio à família e à comunidade, informática, administração e hotelaria. Decorrente da reorganização da rede escolar, a partir de 2001/02 o ensino secundário foi progressivamente extinto na escola.
2004-Actualidade
  • Em Janeiro de 2004 constituiu-se o Agrupamento de Escolas D. Carlos I que inclui a Escolas Básicas do 1º ciclo de Lourel, Morelinho, Várzea, Janas e Vila Verde e os jardins de Infância de Lourel, Morelinho, Várzea, Ral e nº3 de Sintra. A escola-sede passou a integrar a 1º ciclo e o Jardim de Infância em novas instalações criadas propositadamente para o efeito.
  • O Agrupamento de Escolas D. Carlos I dispõe ainda de cursos EFA a funcionarem na Escola Secundária de Santa Maria e garante os cursos lecionados no Estabelecimento Prisional de Sintra.
  • No espaço da escola-sede funciona também a Associação Cultural Recreativa e Desportiva D. Carlos I, uma associação sem fins lucrativos, que tem procurado responder ao apelo não só dos alunos da escola mas também ao da comunidade educativa no que se refere a práticas desportivas e culturais.
  • Texto por Ana Caetano
  • Adaptado em formato cronológico